segunda-feira, 26 de novembro de 2012

ESTRESSE: CAUSAS, CONSEQUÊNCIAS E COMO COMBATÊ-LO


Concebido como o conjunto de reações orgânicas como resposta a um estímulo que representa perigo, o estresse é considerado como parte do processo adaptativo do homem a seu meio, é um sinônimo de sobrevivência, no entanto, se ocorrer de maneira exacerbada implica em sofrimento em vários âmbitos da vida do individuo que o vivencia.
Experimentado por todas as pessoas, desde um nível leve, quase imperceptível podendo se tornar patológico com a acentuação de sua intensidade, ativa um processo hormonal e nervoso provocando reação de alerta caracterizada pela inquietação, uma reação do organismo frente a situações demasiadamente dificultosas. Considera-se que o sujeito está estressado quando seu comportamento é influenciado por fatores físicos, psíquicos e emocionais.
Desencadeia-se o estresse por um evento ou uma cadeia de eventos estressores. Entre as causas do estresse podem-se enfatizar as responsabilidades, trabalhos excessivos ou qualquer atividade que deixe o sujeito sobrecarregado, choques emocionais, problemas sociais, familiares e econômicos além dos problemas de saúde.
Independente de desenvolver-se sob esfera física ou mental é um agente que causa desarmonia no equilíbrio funcional do corpo humano. Faz com que os órgãos do corpo passem a trabalhar de um ritmo diferente do de costume e também em inconformidade com os outros, afetando assim todo o organismo.
Provoca três primordiais dimensões de desgaste físico e emocional: exaustão, as pessoas sentem-se incapazes de relaxar e se recuperar; ceticismos, ao se sentirem descrentes adotam uma postura distante e fria em relação às pessoas ao redor como forma de se proteger e; ineficiência, ao se perceberem como incapazes de progredir aumenta a relação de inadequação com o meio.
Existem meios de ser tratado o estresse que são a utilização de fármacos, psicoterapia e técnicas de relaxamento com a finalidade de amenizar a tensão. No entanto, o método preventivo implica em menos sofrimento. Manter um hábito de vida saudável com alimentação adequada, práticas regulares de atividades físicas, respeitar os limites do próprio corpo e despender de algum tempo para entretenimento são uma forma de se manter distante do estresse e ter uma melhor qualidade de vida.
 Katree Zuanazzi
Artigo publicado no Jornal de Notícias impresso “A Folha de Saltinho” no dia 09-07-2011. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário